"Cuidado com aquele que tem a língua doce e uma espada na cintura. Um inimigo declarado é perigoso, mas um falso amigo é pior"

 


A MEDALHA DE SÃO BENTO

 

    

                                     

São Bento é representado segurando na mão esquerda o livro da Regra que escreveu para os monges; e, na outra mão, a cruz.
Ao redor do santo lê-se a seguinte jaculatória ou prece:

EIUS * IN * OBITU * NRO * PRAESENTIA * MUNIAMUR
( "Sejamos confortados pela presença de São Bento na hora de nossa morte" )

São Bento servia-se do sinal da cruz para fazer milagres e vencer as tentações. Daí veio o costume, muito antigo, de representá-lo com uma cruz na mão.
Através dos séculos, foram cunhadas medalhas de são Bento de várias formas.
Desde o século XVII, começaram-se a cunhar medalhas, tende de um lado a imagem do santo com um cálice do qual sai uma serpente e um corvo com um pedaço de pão no bico, lembrando as duas tentativas de envenenamento das quais são Bento saiu milagrosamente ileso.
O outro lado da medalha apresenta uma cruz e entre os seus braços estão gravadas as iniciais C S P B do latim: Crux Sancti Patris Benedicti - "Cruz do Santo Pai Bento".


Na haste vertical da cruz lêem-se as iniciais:
C S S M L - Crux Sacra Sit Mihi Lux

( A CRUZ SANTA SEJA MINHA LUZ )

Na haste horizontal:
N D S M D - Non Draco Sit Mihi Dux
( NÃO SEJA O DRAGÃO O MEU GUIA )

No alto da cruz está gravada a palavra
PAX, 
o lema da Ordem de São Bento.
(ás vezes, PAX é substituído pelo monograma de Cristo: I H S)

A partir da direita de PAX estão as iniciais:
V R S N S M V - Vade Retro Sátana Numquam Suade Mihi Vana            ( RETIRA-TE, SATANÁS, NUNCA ME ACONSELHES COISAS VÃS! )

S M Q L I V B - Sunt Mala Quae Libas Ipse Venena Bibas
 
(É MAU O QUE ME OFERECES, BEBE TU MESMO OS TEUS VENENOS! )

                                 Requisitos para o uso da medalha

São numerosos os fatos maravilhosos atribuídos a esta medalha. Contudo, a medalha não age automaticamente contra todas as adversidades, como se fosse um talismã ou vara mágica. Todo cristão, a exemplo de Jesus Cristo, deve carregar a sua cruz. Pois, é necessário que nossas faltas sejam expiadas; nossa fé seja provada; e nossa caridade purificada, para que aumentem nossos méritos.
O símbolo da nossa redenção, a cruz, gravada na medalha, não tem por fim nos livrar da prova; no entanto, a virtude da cruz de Jesus e a intercessão de são Bento produzirão efeitos salutares em muitas circunstâncias. A medalha concede, também, graças especiais para a hora da morte, pois são Bento com são José são padroeiros da boa morte.
Para se ficar livre das ciladas do demônio, é preciso, acima de tudo, estar na graça e amizade com Deus. Portanto, é preciso servi-lo e amá-lo, cumprindo todos os deveres religiosos: oração, missa dominical, recepção dos sacramentos, cumprimento dos deveres de justiça; em uma palavra, cumprimento de todos os mandamentos da lei de Deus e da igreja. Nem o demônio, nem alguma criatura, tem o poder de prejudicar verdadeiramente uma alma unida a Deus.
Em resumo, o efeito da medalha de são Bento depende em grande parte das disposições da pessoa para com Deus e da observância dos requisitos acima mencionados.
 

                                     Quem foi São Bento?


Patriarca dos Monges do Ocidente. Nasceu por volta do ano 480, na Província de Núrsia - Itália. Era de uma família da alta nobreza e com uma sólida formação familiar cristã. Renunciou os estudos superiores escandalizado com a vida imoral que encontrou em Roma e foi refugiar-se em uma gruta por três anos.

Durante a vida construiu mosteiros, curou doentes, ressuscitou mortos, enfrentou tiranos e fundou a Ordem Beneditina. Deixou um testemunho de sua comprovada visão de fé - a regra, onde condensou: a Palavra de Deus, a certeza profunda do amor de Deus, a consciência continua de sua presença, a posição central do Cristo, na nossa vida, o papel da Graça, a importância da oração, da vida comum e o destino sobrenatural do homem. Seu lema "Ora et Labora" ("reza e trabalha"), não perdeu ainda hoje a sua importância e eficácia como desafio e modelo de santidade.

São Bento servia-se do Sinal da Cruz para fazer milagres e vencer as tentações. Daí, veio o costume muito antigo, de representá-lo com uma cruz mão.

ORAÇÃO DO EXORCISMO DE SÃO BENTO

Deus, eterno e poderoso, Vós distinguistes o vosso servo Bento com preciosas graças: fazei que, seguindo o seu exemplo, possamos merecer sempre a sua proteção, e no céu participar de sua glória. Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém.
Segurando a medalha de São Bento, rezamos a seguinte oração:
- Cruz sagrada seja minha luz, não seja o dragão meu guia; retira-te satanás, não me ofereças coisas vãs, o que me ofereces é mau, bebes tu teu próprio veneno.